| Em 11/06/2019

Fapeg lança editais de eventos com foco em popularização, fomento a ecossistemas de inovação e formação de redes de pesquisadores

Em alinhamento às orientações do Governo de Goiás no investimento em áreas estratégicas para o Estado, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) lançou duas novas Chamadas Públicas: a Chamada Pública nº 01/19 voltada à formação de redes de pesquisadores por meio da participação em eventos científicos e/ou tecnológicos em outros estados e países; e a Chamada Pública nº 02/19 de seleção de propostas para apoio à realização de eventos científicos, tecnológicos e de inovação em Goiás – estes voltados à difusão da ciência, estímulo a ecossistemas regionais de inovação e ciência, e sensibilização para o desenvolvimento de carreiras na ciência e tecnologia. No total, será investido nas duas chamadas montante de R$ 2,250 milhões.

Para eventos que acontecerão nos meses de setembro e outubro, as inscrições vão até 10 de julho; e para os eventos de novembro e dezembro, as inscrições poderão ser feitas até 10 de setembro. Os formulários estarão disponíveis a partir do dia 12 de junho, no sistema FapeGestor, no site da Fapeg (www.fapeg.go.gov.br/fapegestor). Caso o proponente já possua cadastro no sistema FapeGestor, basta fazer o login na página de entrada do sistema.

Editais já tradicionais junto à comunidade científica, que vinham sendo de fluxo contínuo em execução desde 2012, as Chamadas Públicas nº 01/19 e 02/19 apresentam algumas novidades para este ano. A Fapeg ampliou o alcance dos benefícios para atender às demandas que foram crescendo e diversificando ao longo do tempo.  Saiba mais detalhes sobre cada uma das Chamadas Públicas:

Chamada Pública nº 01/19 – Apoio à participação em eventos científicos e/ou tecnológicos
A Chamada Pública nº 01/19 tem por objetivo apoiar a participação de doutores vinculados a Instituições de Ensino Superior (IES), com atuação em Programa de Pós-Graduação (PPG), ou a Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICTIs), sediadas em Goiás, em eventos científicos e/ou tecnológicos no exterior (linha 01) ou no País (linha 02), por meio de auxílio financeiro, para apresentação de trabalho científico e/ou tecnológico, que não tenha sido publicado, mesmo que parcialmente, em anais de evento ou veículo de divulgação científica.

Para custear esta chamada serão investidos R$ 750 mil, com recursos do Tesouro Estadual. Novidade neste ano, o proponente deve ficar atento ao edital que apresentou alterações com relação aos critérios e pesos utilizados para reforçar a objetividade na análise e julgamento das propostas. Além disso, foram alterados os valores repassados aos selecionados, de acordo com a região do local em que deverá apresentar seu trabalho.

Acesse aqui a Chamada Pública nº 01/19.

Chamada Pública nº 02/19 – Apoio à realização de eventos científicos, tecnológicos e de inovação no Estado de Goiás
A Chamada Pública nº 02/2019 apresenta grandes novidades, entre elas as iniciativas de se promover eventos de inovação e de popularização da ciência, e de levar ações ao interior do Estado e em municípios com altos índices de pobreza. Será investido um total de R$ 1,5 milhão para os quatro meses de eventos (setembro a dezembro) com recursos do Tesouro Estadual, dentro do Programa Pesquisa Científica, Tecnológica e de Inovação.

Com o objetivo de apoiar financeiramente a realização de eventos, esta nova chamada atuará em três linhas diferentes:

  • Evento científico: estruturado na forma de congresso, simpósio, colóquio, dentre outros, prevendo apresentação de trabalhos ou outros tipos de comunicação. Esta linha foi subdividida em cinco camadas: evento científico de abrangência local; evento científico de abrangência regional; evento científico de abrangência nacional; evento científico de abrangência internacional; e grandes eventos institucionais anuais. Os valores de fomento foram definidos de acordo com cada modalidade e estão disponíveis no texto do edital (linha 1). É voltado a profissionais com vínculo a Instituições de Ensino Superior (IES) ou Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICTIs), com titulação de doutor;
  • Evento tecnológico e de inovação: caracterizado pelo enfoque a temas eminentemente ligados ao uso de novas tecnologias e à inovação, a ser realizado em município de Goiás situado fora da Região Metropolitana de Goiânia. Limite orçamentário máximo de R$ 15 mil por evento (linha 2). É voltado a profissionais com vínculo a Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICTIs);
  • Evento de introdução e popularização da ciência, da tecnologia e da inovação nas instituições de ensino da rede estadual ou municipal: voltado a despertar o interesse do jovem estudante ao campo da ciência, da tecnologia e da inovação. Limite orçamentário máximo de R$ 20 mil por evento (linha 3). É voltado a profissionais com vínculo a IES, ICTIs ou com a Secretaria de Educação do Estado de Goiás ou com a Secretaria Municipal de município do Estado de Goiás, com titulação mínima de mestre.

Nesta nova chamada, o candidato deve observar o detalhamento de sua proposta, com ênfase nos resultados e relevância da ação proposta no formulário. Os critérios para análise e julgamento, com as devidas variações de peso e nota também foram modificados e o proponente deve ficar atento ao ler o edital e preencher o formulário.

Acesse aqui a Chamada Pública nº 02/19.

Novidades nas contrapartidas
Além da criação de novas linhas de fomento e diversificação de atuação, neste ano, a Fundação introduziu contrapartidas a serem cumpridas pelo beneficiário para auxiliar nas ações de popularização da ciência. O pesquisador deverá, obrigatoriamente, fazer menção ao apoio concedido em todos os materiais de exposição, apresentação e/ou divulgação do trabalho, usando também, e desde que possível, a logomarca da Fapeg. O beneficiário assumirá, ainda, o compromisso com a Fapeg de atuar, quando assim solicitado, em comissões de julgamento, ou como consultor ad hoc, em avaliações de propostas de chamadas públicas ou de projetos, no período deum ano, a contar da data do recebimento do benefício; e também assumirá o compromisso com a Fapeg de atuar, quando assim solicitado, em atividades de difusão científica e popularização da ciência, acerca da atividade fomentada pela Fapeg, tais como cessão de entrevistas, depoimentos, redação de artigos de opinião ou participação em eventos ou ações da Fundação voltadas a este fim, no período de um ano, a contar da data do recebimento do benefício; além disso, outras formas de contrapartida poderão ser estipuladas e exigidas pela Fundação ao beneficiário.

Fonte: Comunicação Fapeg.