| Em 19/06/2019

Governo de Roraima anuncia criação da Fundação de Amparo à Pesquisa – Faperr

Foto: Neto Figueredo.

O Estado de Roraima deverá contar, em breve, com uma Fundação de Amparo à Pesquisa. O anúncio foi feito pelo governador Antonio Denarium, na última segunda-feira, dia 17 de junho, durante workshop ‘Desafios e Perspectivas das Políticas de Amparo à Pesquisa em Roraima’, promovido pela comunidade científica local e pelo Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap). A criação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Roraima (Faperr) – entidade ligada ao governo do Estado com o objetivo de fomentar a pesquisa científica, tecnológica e a inovação em benefício do desenvolvimento de Roraima – é um anseio antigo do Confap e da comunidade científica brasileira, e completa o conjunto das Fundações Estaduais existentes.

“A presença, à convite, do Confap em reunião com pesquisadores, empresários e governo estadual, em Boa Vista, motivou ainda mais a criação da Fundação de Amparo de Roraima, que irá enriquecer o ecossistema local de CT&I e irá completar o número de 27 FAPs no Brasil. O êxito culminou com o anúncio pelo Governador da criação da Faperr, que deverá iniciar seu funcionamento ainda neste ano”, avaliou o presidente do Confap, Evaldo Vilela, que também preside a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig).

Foto: Divulgação.

De acordo com o governador Antonio Denarium, a formação de um grupo de trabalho tem um peso importante para esta consolidação. “O Governo de Roraima firmou uma parceria com as Intuições de Ensino Superior do Estado para a criação do Parque Tecnológico de Roraima. E agora estamos criando a Fundação de Amparo à Pesquisa, que irá fortalecer as ações tecnológicas visando aumentar a produção e criar soluções baseadas em conhecimento para o aumento da produtividade em Roraima’, disse Antonio Denarium.

O presidente do Instituto de Amparo à Ciência, Tecnologia e Inovação de Roraima (Iacti-RR), Aluísio Nascimento, destacou que a criação de uma Fundação é um grande sonho dos pesquisadores de Roraima. “Roraima era o único Estado que ainda não tinha uma Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia. Esse é um compromisso do governador Antonio Denarium e também nosso para que o Estado possa avançar. Estamos dando um passo muito importante que vai beneficiar toda sociedade”, ressaltou.

Conforme explica o diretor de Pesquisa e Tecnologia em Gestão Territorial Iacti-RR, Alexandre Alberto Henklain Fonseca, o governador espera que esse grupo de trabalho interinstitucional atue mais intensamente em prol da Faperr e possa, a partir dos resultados das propostas apresentadas, acelerar a implantação da Fundação, observando a reforma administrativa em tramitação na Assembleia Legislativa e os prazos do PPA 2020-2023 e da PLOA 2020.

“A expectativa da comunidade científica é de que, mediante o planejamento participativo com o governo e o setor produtivo, sejam encontradas soluções sustentáveis para o financiamento e o amparo à pesquisa, com a definição de pré-requisitos técnicos para a composição da equipe da Faperr e de um conselho de administração multi institucional, garantindo plenas condições de atuação, independência, transparência e efetividade nas ações”, salienta.

Workshop e próximos passos
O Workshop foi realizado na segunda-feira, dia 17, com o objetivo de sensibilizar autoridades locais sobre a importância da manutenção e aprovação de projetos de pesquisas na área de Ciência Tecnologia e Inovação em Roraima. Participaram dirigentes, professores e pesquisadores, cerca de 50 representantes, no workshop de diagnóstico e planejamento realizado no dia 17 pela manhã e tarde. À noite, durante o painel “Desafios e Perspectivas das Políticas Públicas de Amparo à Pesquisa em Roraima”, cerca de 240 pessoas, entre dirigentes, professores, pesquisadores, estudantes de pós-graduação e graduação, técnicos, empreendedores e a sociedade em geral assistiram a apresentações dos resultados das pesquisas realizadas no âmbito de instituições de ensino superior e institutos de pesquisa locais, aos pronunciamentos dos dirigentes do Confap e do governador do Estado.

Foto: Divulgação.

Além dos representantes do Confap e das autoridades do Governo do Estado, estavam presentes também reitores, pró-reitores e pesquisadores do Instituto Federal de Roraima (IFRR), Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Universidade Estadual de Roraima (UERR), Universidade Federal de Roraima (UFRR) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). “A participação do Confap demonstrou a relevância estratégica das FAPs para o desenvolvimento da ciência e tecnologia, para a inserção competitiva na era do conhecimento e para o fomento a pesquisas que atendam às reais necessidades da sociedade”, completa o diretor.

Desde 1997, há registros de esforços voltados para a criação de uma Fundação de Amparo à Pesquisa em Roraima. Mais recentemente, com a implantação do Fórum de Ciência, Tecnologia e Inovação de Roraima, esse trabalho foi intensificado e já na atual gestão, mediante o Instituto de Amparo à Ciência, Tecnologia e Inovação (Iacti), foi criado o atual grupo de trabalho interinstitucional, que está consolidando a elaboração da proposta de criação da Faperr e promovendo a necessária articulação com o Executivo e o Legislativo.

Na terça-feira, dia 18 de junho, o vice-presidente do Confap e presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), Fábio Guedes Gomes, deu sequência nas atividades envolvendo a criação da Faperr. Ele esteve reunido com o governador Antonio Denarium e secretários de Estado com o objetivo de apresentar o valor estratégico da criação da Fundação de Amparo à Pesquisa de Roraima.

Foto: Fernando Oliveira / Secom.

“Vimos aqui, nesses dias, um público vibrante, interessado e de elevado nível, com um governo motivado a investir em Ciência, Tecnologia e Inovação. Estamos muito otimistas. Roraima deu um grande passo em criar a Faperr porque é o único Estado do País que não conta com uma Fundação. Então a partir disso, haverá uma interligação entre os governos Federal e Estadual. Nosso objetivo foi alcançado e teremos mais uma instituição que se agregará ao Confap e ao Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação”, finalizou.

Coordenação de Comunicação Social do Confap, com informações da Agência Roraima.