| Em 19/01/2015

Iniciação Científica altera rotina de ensino em colégio catarinense

Um total de 30 bolsas de Iniciação Científica Junior foi concedido aos alunos do Colégio Maximiliano Gaidzinski, de Cocal do Sul. Com apoio da FAPESC por meio de demanda espontânea, os trabalhos foram desenvolvidos ao longo de 2014. Do auxílio surgiram pesquisas nas mais diversas áreas, que foram apresentadas na Jornada de Iniciação Científica.

jornada_ic_cocal_do_sul_menor

Um dos trabalhos, feito por um grupo de cinco alunas, alerta para o consumo de bebidas isotônicas. “Esse líquido pode causar sérios problemas à saúde, como diabetes e problemas nos dentes e rins. As pessoas não devem beber por conta própria e sem o conhecimento necessário”, explica a estudante Maria Luiza Cechinel. O grupo realizou o estudo em três escolas e uma academia da cidade.

No curso técnico em cerâmica, três alunos pesquisaram sobre revestimentos de fina espessura, como pisos e azulejos que possuem entre 3mm e 6mm. Esse tipo de porcelanato é comercializado no Brasil desde 2007, mas o produto mais comum encontrado no mercado é o de 11mm. Segundo o aluno Robert Goulart, o objetivo do trabalho foi mostrar as vantagens e a praticidade do uso desse material em reformas. “Não é necessário retirar o revestimento antigo na hora de realizar o serviço. Além isso, ele pode ser aplicado sobre diferentes bases, como madeira, carpetes e cerâmica”, diz Ana Carolina Mufatto.

Para o diretor do colégio, Vilmar Bristot, o programa de IC proporciona aos alunos a aprendizagem de técnicas e métodos científicos, estimula o pensamento científico e a criatividade. “O estudante exerce os primeiros momentos da pesquisa escolar, como a escrita, a apresentação de resultados em eventos, a sistematização de ideias e de referenciais teóricos, a síntese de observações ou experiências, a elaboração de relatórios e artigos e demais atividades envolvendo o ofício de pesquisador”, complementa Bristot.

Os professores saíram da rotina das aulas e apresentaram para os alunos outros tipos de atividades, despertando e incentivando sua vocação científica. A Jornada de IC de 2014 por sua vez, teve caráter de integração entre o Ensino Médio, o Ensino Técnico e a sociedade, além de criar espaço para debates e discussões sobre os temas estudados. A segunda edição da Jornada Científica deve acontecer entre 21 e 22 de outubro. Com os resultados, a direção do colégio tem interesse em aumentar o número de bolsas oferecidas aos alunos.

Fonte: Jéssica Trombini – FAPESC, com informações do IMG