| Em 28/06/2018

Iniciação científica estimula alunos da educação básica a desenvolverem pesquisas no Amapá

Foto: Rafael Aleixo/Setec.

Leandro Cauã tem 13 anos e trabalha há alguns meses em um projeto de inclusão socioeducativo na Escola Estadual Irmã Santina Rioli, em Macapá. Ele, juntamente com outros nove alunos da educação básica, assinaram na quinta-feira, 21, os termos de compromisso do edital da Rede Ciências.

O projeto de Cauã trata sobre a reciclagem de resíduos sólidos no canal do bairro do Beirol, na capital. O aluno e sua orientadora, a professora Ana Cristina, trabalham com os resíduos para a produção de materiais alternativos para auxiliar deficientes visuais na aprendizagem de química, física e matemática em escolas amapaenses.

Cursando a 8ª série do ensino fundamental, o aluno diz que a bolsa vai ampliar o alcance da pesquisa. “Eu vou fazer novas pesquisas pra ajudar o projeto e fazer novas evoluções também”, enfatiza Cauã.

Luana Raiol, 14 anos, está no 9º ano e também teve o projeto aprovado no edital. Ela explica como o incentivo financeiro deve melhorar o seu trabalho. “Meu projeto trata de análises químicas da farinha produzida a partir do caroço da manga. O desenvolvimento dele tem um custeio um pouco alto e esse dinheiro vai ajudar bastante”, ressalta a estudante.

O projeto de Luana, orientado pelo professor Aldenir Melo, já foi premiado em uma feira científica no estado do Pará, no fim de 2017.

A professora Mary Bucher, da Escola Estadual Nilton Balieiro, localizada no bairro Marabaixo, zona oeste de Macapá, orienta o aluno João Lucas e vai aperfeiçoar a pesquisa que já está em andamento. “Nossa pesquisa é na área de biologia e trabalha com análises de anfíbios no Estado”, destaca a orientadora.

Cada projeto recebeu o valor de R$ 5 mil, mais bolsas mensais para os alunos como forma de incentivo à prática da iniciação científica. O edital foi organizado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Amapá (Fapeap).

Para a diretora-presidente da Fundação, Mary Guedes, o edital vem apoiar pesquisas já existentes nas escolas e incentivar a criação de novas na rede de ensino do Amapá. “Em breve lançaremos uma nova chamada com mais bolsas de pesquisas para projetos do ensino básico”, afirmou a diretora.

O evento também contou com a participação do secretário de Estado do Desenvolvimento Rural, Robério Aleixo; do reitor da Universidade do Estado do Amapá (Ueap), Perseu Aparício; da secretária adjunta de Políticas da Educação da Secretaria de Estado da Educação (Seed), Marciane do Espírito Santo; da diretora da Escola Santina Rioli, Elenita Rubin Rubert; e do representante da Universidade Federal do Amapá (Unifap), o professor Rafael Pontes.

Fonte: Governo do Estado do Amapá (texto: Rafael Aleixo).