Prêmio João Ribeiro estimula a divulgação científica em Sergipe

Na noite da última quarta-feira, 11, aconteceu a premiação do Premio João Ribeiro de Comunicação e Divulgação Científica e Tecnológica. Ao todo, foram 25 premiados nas categorias Científica, Comunicação Social e Visual e Inovação Tecnológica. Durante evento, também foi lançada a 8ª edição da revista Pesquisa-SE e uma cartilha de Educação Ambiental.

O presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec\SE), José Heriberto Pinheiro, destacou a importância do Prêmio. “Um momento importante do reconhecimento do trabalho de pesquisadores e jornalistas que contribuíram para a popularização da ciência. Durante evento, as instituições de ensino foram homenageadas por contribuírem também para o desenvolvimento da ciência em Sergipe”, afirmou o presidente Heriberto.

O secretário da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SEDETEC), José Augusto Carvalho, enfatizou o compromisso do Governo com a comunidade acadêmica e lembrou que orçamento da Fapitec/SE que foi mantido.

“Temos um relacionamento construído com muito esforço e dedicação com a academia que só tem a engradecer o nosso Estado e aumentar cada vez mais nossa capacidade de articulação dando uma resposta à sociedade. Com esforço imenso, mantemos o orçamento da ciência e tecnologia e isso foi um momento muito marcante. Sabemos da nossa limitação financeira, mas deixamos claro que o Estado tem compromisso com essa comunidade científica”, destacou o secretário.

Premiados

A jornalista do F5 News Fernanda Araújo foi uma das premiadas na modalidade de Divulgação Científica na categoria Online. Ela concorreu ao prêmio com uma matéria sobre uma pesquisa destacando um estudo sobre a dor oncológica desenvolvida pelo professor da Universidade Federal de

Fernanda ainda destacou a importância do Prêmio João Ribeiro. “Eu agradeço imensamente a Fapitec/SE pelo incentivo em valorizar nosso trabalho, ao mesmo tempo o prêmio ajuda a divulgar as pesquisas. Agradeço também as minhas fontes porque a gente não faz nada sozinho e agradeço ao F5 News, especialmente ao meu produtor Will Rodrigues”.

Na modalidade Pesquisador Júnior na área de Ciências Exatas e da Terra e Engenharias, Daiane Requião de Souza Cruz foi uma das premiadas. Ela destacou a importância do prêmio como reconhecimento do trabalho desenvolvido.

“É um prêmio muito importante por estimular o pesquisador, além de investimentos. Ganhei pela primeira vez e estou muito feliz pela conquista”, afirmou Daiane.

Revista Pesquisa-SE

A noite também foi marcada pelo lançamento de mais uma edição da revista Pesquisa-SE, um material produzido com o objetivo de divulgar o que a Fundação financia de pesquisas.

“Esta 8ª edição aborda os programas de divulgação científica. São projetos de popularização da ciência, editais que financiam a ida e a realização de eventos, projetos de olimpíadas e feira de ciências. Uma revista que mostra um pouco do que produzimos de divulgação científica em Sergipe”, afirmou a coordenadora executiva de apoio e desenvolvimento de programas, Rosane Barros.

Cartilha Ambiental

Durante a cerimônia também foi lançada a cartinha “Agente Mirim de Educação Ambiental” desenvolvida pela equipe da pesquisadora Zenith Nara Costa Delabrida. A cartilha foi aplicada em várias escolas da rede pública.

“A cartilha foi feita a partir do edital do Prodeso e foca no ensino fundamental. Como a educação ambiental é um tema transversal para a nossa educação, o objetivo dessa cartilha é com 10 encontros conversar com as crianças sobre a sua relação com o meio ambiente. O primeiro passo foi dado pela Fapitec/SE com o financiamento desse projeto e teremos continuidade com o financiamento do CNPq”, pontuou Zenith.

Fonte: Comunicação Fapitec/SE.

Tags: