| Em 26/06/2018

Programa qualifica mais de 140 empresas para exportação e atenderá novas empresas no segundo semestre

Na última quarta-feira (20), o presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), o embaixador Roberto Jaguaribe, esteve no Estado para o evento de apresentação de resultados e informações sobre o novo ciclo do Programa de Qualificação para Exportação (Peiex-ES). O evento aconteceu no Palácio Anchieta e reuniu empresários e autoridades.

Em seu primeiro ciclo, que foi iniciado em 2016 e terminou este ano, o programa atendeu mais de 140 empresas capixabas por meio de qualificação técnica gratuita para atuação no mercado internacional.

O governador Paulo Hartung ressaltou que a iniciativa é importante para o Espírito Santo, que sofre forte influência econômica das atividades de comércio exterior, e destacou, ainda, que, para o país recuperar a competitividade, é importante realizar reformas estruturantes com mudanças na legislação. “Estamos iniciando um ciclo mais ousado, ampliando o número de empresas e a abrangência. Que esse ciclo seja melhor que o anterior e possibilite ao Espírito Santo ser um bom exemplo produtivo ao país”, disse o governador.

Durante o evento, a Apex-Brasil confirmou que realizará o segundo ciclo, com maior número de empresas atendidas e a ampliação do programa no interior do Estado. “É muito bom ver que o Peiex é bem-sucedido no Estado e não há dúvida de que faremos um novo ciclo com mais empresas e com a expansão para o interior”, afirmou o embaixador Roberto Jaguaribe.

Na solenidade, o diretor-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), José Antonio Bof Buffon, entregou à Apex-Brasil a proposta para a realização do segundo ciclo do Peiex-ES no Estado. “Esse programa foi importante para a Fapes avançar na área de inovação, ele faz interlocução com outras ações que desenvolvemos e vai servir de estímulo para outras fundações do país executarem o Peiex em outros estados”, salientou.

O secretário estadual de Desenvolvimento, José Eduardo Azevedo, agradeceu a parceria da Apex-Brasil e de todas as instituições envolvidas, destacando a importância das exportações para a economia capixaba. “Esse programa está focado em pequenas e médias empresas e é o empreendedorismo de vocês que vem garantindo o sucesso do Peiex-ES no Estado. Temos vocação e precisamos, cada vez mais, estimular a cultura exportadora pois ela gera negócios, renda e empregos. O mundo está globalizado”, afirmou.

Entre as empresas que participaram do primeiro ciclo do Peiex estiveram presentes muitas indústrias. “Identificar empresas com potencial exportador é o primeiro passo para a internacionalização, mas é preciso capacitar gestores – em especial nas micros, pequenas e médias – a fim de criarmos uma cultura exportadora no país. A indústria capixaba está neste processo. Das 146 empresas que participaram do primeiro ciclo de qualificação do Peiex, 118 são da indústria”, destacou o presidente da Findes, Leo Castro.

Saiba mais
O Peiex-ES oferece às empresas qualificação gratuita, apresentando as melhorias que a organização deve implementar para comercializar produtos e serviços no mercado internacional.

Durante a participação no programa, as empresas têm a oportunidade de participar de oficinas e capacitações oferecidas pela Apex-Brasil e pelo Núcleo Regional do programa no Espírito Santo. Elas também podem, eventualmente, participar de feiras internacionais e rodadas de negócios realizadas com apoio da Apex-Brasil.

No primeiro ciclo do Peiex-ES, foram atendidas 146 empresas de 20 municípios e mais de 15 setores. A maior participação aconteceu na Grande Vitória (103 empresas) e envolveu principalmente os setores de vestuário (27), rochas ornamentais (20), alimentos (19) e TI (17).

Para saber mais sobre o Peiex-ES, acesse o site www.peiex.es.gov.br.

Fonte: Comunicação Fapes.