| Em 14/11/2019

Projeto itinerante leva ciência aos municípios do interior do Piauí

O Instituto Federal do Piauí (IFPI), campus São João do Piauí, contemplado pelo edital da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia – SNCT Nº 004/2019 da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi) e pelo edital CNPq/MCTIC Nº 09/2019, realiza até a segunda semana de dezembro deste ano atividades de popularização da ciência através do projeto Ciência Móvel, idealizado pela professora de Biologia Zaryf Pacheco e pelo coordenador de pesquisa Thiago Bezerra. No dia 8 de novembro o projeto visitou a cidade de Pedro Laurentino, no interior do Piauí. A professora Zaryf conta que as atividades realizadas na cidade são experimentos da área das Ciências da Natureza desenvolvidos pelos alunos do Ensino Médio e EJA.

“Nós levamos experimentos de Física, Química e Biologia, desenvolvidos pelos alunos do Ensino Médio Integrado, EJA e com trabalhos do “Projeto Integrador” dos cursos  Técnicos e Superiores em Administração e Biologia. Além disso, os professores e alunos levam equipamentos e material de laboratório para demonstrar as pesquisas realizadas no campus. Também é feita a exposição de trabalhos de alunos PIBIC e PIBIC Jr. Fazemos ações como determinação de tipagem sanguínea, aferimos pressão e glicemia. Em Nova Santa Rita [onde o projeto irá em breve] terá uma ação de saúde bucal, onde serão entregues 200 kits para as crianças da comunidade”, conta a professora.

A ideia do projeto, segundo ela, é levar o que é produzido pelo campus para a sociedade, contribuindo para a popularização da ciência em municípios cujo o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é baixo ou muito baixo. As atividades desenvolvidas sempre acontecem nas praças públicas das cidades visitadas. Zaryf conta que, além de ser mais acessível para maior parte da população, as atividades também dão maior visibilidade para a ciência.

Os municípios contemplados com as visitas também podem expor trabalhos desenvolvidos em suas escolas, como forma de compartilhar seus saberes. Eles também são responsáveis por disponibilizar pontos de energia e cuidarem da logística de transporte para a população mais distante participar do evento. A professora conta que tem sido uma experiência muito boa de articulação com as prefeituras, uma vez que elas têm-se comprometido a levar as crianças para o local onde acontece a feira.

“Acho que o Ciência  Móvel está sendo uma primeira aproximação da comunidade com o IFPI. Acredito que teremos outros momentos depois da parceria ter sido estabelecida com as prefeituras. Em Pedro Laurentino recebemos depoimentos bem emocionados dos moradores. Ficaram muito contentes com a oportunidade e já estamos planejando outras ações como palestras e oficinas”, declara.

O projeto espera que a população compareça nos próximos eventos e que possam prestigiar esse momento, principalmente as crianças e adolescentes, para que despertem o interesse pela ciência e reconheçam a importância dela. Os próximos encontros devem ocorrer em São Francisco do Piauí, município com o menor IDH do estado, em João Costa e na comunidade quilombola Riacho dos Negros, em São João do Piauí.

Fonte: Comunicação Fapepi