| Em 22/05/2020

Cientistas e autoridades se reúnem em conferência online e reforçam a cooperação científica entre Brasil e União Europeia

Autoridades brasileiras e europeias se reuniram em conferência online (22/05) e destacaram a importante cooperação científica entre o Brasil e a União Europeia (Imagem: apresentações – reprodução conferência)

Na manhã desta sexta-feira (22/05), foi realizada a conferência online Fostering STI twinning activities between EU and Brazil”, para apresentar projetos de CT&I que estão sendo realizados por meio da cooperação e diálogo setorial entre a União Europeia e o Brasil. A conferência reuniu cientistas e autoridades brasileiras e europeias que estão desenvolvendo políticas de CT&I e pesquisas por meio da estreita relação bilateral entre as partes, com destaque para pesquisas que estão em busca de soluções para o combate a COVID-19, e para as áreas de Energia, Agricultura e Meio Ambiente.

Na abertura da conferência, participaram o Astronauta e Ministro Marcos Pontes (MCTIC); Ignacio Ybáñez – Embaixador da União Europeia no Brasil; Maria Cristina Russo – Diretora para a Cooperação Internacional da Direção Geral de Pesquisa e Inovação da União Europeia (DG RTD);  Marcelo Morales – Secretário de Políticas de Pesquisa e Desenvolvimento (MCTIC); Bernardo Milano – Dir. do Departamento de Assuntos Internacionais e Cooperação (MCTIC); Maria Zaira Turchi – Dir. do Departamento de Infraestrutura de Pesquisa e Políticas de Formação e Educação em Ciência (MCTIC); Achilles Zaluar – Embaixador e Dir. do Departamento de Promoção Tecnológica do Ministério das Relações Exteriores; Evaldo Vilela – Presidente do CNPq; Waldemar Barroso – Presidente da Finep, e Fábio Guedes – Presidente do Confap e da Fapeal.

Fábio Guedes – Presidente do Confap e da Fapeal.

Em sua fala, Fábio Guedes destacou que o acordo do Confap com a União Europeia (Administrative Arrangement) proporciona melhores oportunidades de colaboração entre os pesquisadores brasileiros e europeus, e que recentemente a parceria possibilitou o lançamento de um edital voltado para o combate da Covid-19, focado em buscar novas formas de diagnóstico e novos fármacos. Guedes ainda pontuou que a articulação desse cenário se baseia na cooperação de todos os estados brasileiros, através das suas respectivas Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs), que apoiam projetos com a União Europeia. E que isso fortalece a cooperação tanto das 26 FAPs entre si, quanto com as agências federais associadas ao MCTIC.

“A abordagem twinning – utilizada nos projetos de cooperação entre os pesquisadores –  é uma ferramenta estratégica para proporcionar oportunidades de cooperação para os projetos e inciativas apoiados pelas FAPs, em sinergia com outros projetos nacionais, e em especial, com aqueles que têm o apoio da União Europeia”, comentou o presidente Fábio Guedes.

Após os discursos de boas-vindas, os pesquisadores e especialistas em Diálogos Setoriais da UE – Brasil, Mario Neto Borges e Gianluca Rossi, fizeram uma apresentação de introdução e das etapas que já foram realizadas com a cooperação científica entre a UE e o Brasil, e convidaram os pesquisadores nacionais e internacionais para se apresentarem.

Projetos de pesquisa voltados para a Covid-19

Projetos com foco na Covid-19, direcionados para Diagnósticos, Terapêuticas e Vacinas foram apresentados pelos pesquisadores: Ana Paula Fernandes – Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);  Anna Odone – Università Vita-Salute San Raffaele (Itália); Esper Georges Kallás – Universidade de São Paulo (USP); Benjamin Murrell – Karolinska Institutet (Suécia); Jorge Elias Kalil Filho – Universidade de São Paulo (USP) e Matti
Sällberg – Karolinska Institutet (Suécia).

Apresentação do pesquisador Jorge Elias Kalil Filho, Universidade de São Paulo (USP) sobre o desenvolvimento de pesquisas direcionadas para a vacina do Covid-19. (Imagem: reprodução conferência).

Projetos de pesquisa voltados para as áreas de Energia, Agricultura e Meio Ambiente

Na segunda rodada de apresentações, foram destacados projetos com foco em Energia, Agricultura e Meio Ambiente, pelos pesquisadores: Tiago Bandeira Marchesan – Universidade Federal de Santa Maria (UFSM); Samuel Borroy Vicente – Fundación CIRCE (Espanha);  Marcelo Marcondes Seneda – Universidade Estadual de Londrina (UEL); Kevin Doolin- Waterford Institute of Technology (Irlanda); Niro Higuchi – Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (INPA) e Maurizio Marchi – Institute of Biosciences and BioResources – IBBR (Itália).

Apresentação do pesquisador Niro Higuchi, do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia – INPA. (Imagem: reprodução conferência)

A conferência foi encerrada com a participação de Maria Zaira Turchi (MCTIC) – coordenadora do projeto Diálogos UE-Brazil sobre Twwinning,  Ignacio Ybáñez – Embaixador da União Europeia no Brasil e Maria Cristina Russo (DG RTD) que agradeceram o esforço conjunto despendido pelas autoridades e cientistas presentes, e reforçaram o importante papel que a cooperação entres as entidades e países representados na conferência possuem para a comunidade científica internacional.

Sobre a Cooperação – Diálogos Setoriais UE-Brasil

O projeto “Fostering STI twinning activities between EU and Brazil” vem sendo implementado desde o ano passado, sob a égide dos Diálogos Setoriais União Europeia – Brasil, um instrumento de cooperação que visa reforçar a parceria estratégica entre as partes, com base nos princípios de reciprocidade, complementaridade e interesse mútuo.  Os diálogos visam aprimorar o intercâmbio de conhecimentos, experiências e melhores práticas em nível técnico e político, em torno das principais áreas de interesse de ambos os lados.

O projeto atual foi endossado pela parceria estratégica, no diálogo “Ciência e Tecnologia”, sob a coordenação do Ministério Brasileiro de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), e pela Direção Geral de Pesquisa e Inovação (DG RTD) da Comissão Europeia. O projeto foi aprovado no âmbito da Iniciativa de Apoio aos Diálogos Setoriais EU-Brasil, seguindo as orientações políticas fornecidas durante o 9º Comitê Diretivo Conjunto (CDC-9) do “Acordo de Cooperação UE-BR em Ciência e Tecnologia (C&T)”, realizado em 30 abril de 2019 em Brasília-DF.

O objetivo da proposta é apoiar os mecanismos de “geminação de atividades colaborativas”, entendidos como a colaboração em algumas atividades de pesquisa em projetos de interesse mútuo. E baseia-se em uma das modalidades de cooperação previstas no Acordo Administrativo, assinado pela DG RTD e pelas três agências brasileiras: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Agência Brasileira de Financiamento para Estudos e Projetos (Finep) e Conselho Nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa (Confap).

Faça o download das apresentações do Fostering STI twinning activities between EU and Brazil:

 

Assessoria de Comunicação Social – Confap 

 

(Texto: Fernando de Lucena – com colaboração de Naísia Xavier / Imagens: reprodução conferência)

 

> Siga o Confap nas Redes Sociais:    FACEBOOK   /   LINKEDIN   /   TWITTER    /    INSTAGRAM