| Em 25/03/2020

Com apoio da Fapemig pesquisadores desenvolvem aplicativo com informações referentes à amamentação e à doação de leite humano

 

(Crédito foto: Bernadete Monteiro Oliveira)

Um aplicativo para dispositivos móveis com informações referentes à amamentação e à doação de leite humano foi desenvolvido em uma pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Saúde, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). A iniciativa contou com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) e surgiu da necessidade de levar informações às mamães de primeira viagem e auxiliá-las neste momento especial.

De acordo com o pesquisador e técnico de informática da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), Bruno Penizollo Costa, muitas mães alegavam desconhecer os serviços ofertados pelos Bancos de Leite Humano (BLHs). Dessa forma, como a tecnologia móvel passou a representar um importante meio de difusão de informação, achou viável desenvolver o estudo que originou o aplicativo.

“Nele, apresentamos aspectos dos bancos de leitepouco conhecidos como quem tem acesso e pode receber o leite doado, quem pode doar, o que acontece com o leite após a doação dentre outras informações”, conta. As informações são de fontes oficiais, a fim de garantir a credibilidade dos dados.  “Este banco de dados tem como característica possibilitar o acesso a informações de fontes como o Ministério da Saúde (MS) e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) de forma simples e unificada, utilizando vídeos e textos simples”, explica.

Penizzollo conta, também, que a pesquisa possibilitou que 57,77% das 48 gestantes e puérperas que participaram do estudo melhorassem seus conhecimentos após a utilização da tecnologia. “Depois do estudo e utilização do app, as gestantes e lactantes desenvolveram importantes conhecimentos sobre a amamentação e doação de leite como um todo. “Estamos trabalhando para melhorar e incrementar novas informações e a previsão é que o aplicativo esteja disponível para download no final de março, no Play Store”, finaliza.

 

Fonte: Fapemig (Texto: Tatiana Nepomuceno)

 

> Siga o Confap nas Redes Sociais:    FACEBOOK   /   LINKEDIN   /   TWITTER    /    INSTAGRAM