| Em 22/04/2020

Empresa paraibana cria ferramenta gratuita que monitora à distância casos de Covid-19 na população

Projeto é fruto de apoio de edital Tecnova da Fapesq.

 

O aplicativo MONITORA COVID 19 desenvolvido pela NOVETECH está levando informações instantâneas ao serviço público de saúde sobre condições de saúde e sintomas da COVID-19 na população. O aplicativo possibilita registro de informações de pessoas com suspeita da doença de uma ferramenta que o usuário baixa em seu celular, viabilizando o atendimento remoto, além do monitoramento e acompanhamento das pessoas. O aplicativo já está sendo usado nos estados da Bahia e do Piauí e em breve estará sendo lançado nos estados da Paraíba, Maranhão e Sergipe.

A NOVETECH é uma empresa de TI paraibana que foca suas atividades na área de saúde pública. Atualmente, a empresa está presente com soluções em oito estados da federação (RJ, SP, MG, BA, PB, PE, RN e PI). O direcionamento da empresa para as soluções voltadas para a saúde pública vem desde 2014, quando teve um de seus projetos, o ATENDSAUDE, selecionado no edital do Programa TECNOVA, uma iniciativa conjunta da Fundação de Apoio à Pesquisa da Paraíba (FAPESQ) e da FINEP para incentivar projetos de base tecnológica.

Através de um questionário diário, o usuário informa ao serviço de saúde qual sua condição de saúde e sintoma gripal. “É um pré-atendimento a um contato telefônico, de áudio ou de vídeo via plataforma, de um profissional médico”, observou Antônio Carlos, diretor comercial da Novetech. Trata-se de uma ferramenta de relacionamento de profissionais de saúde e pessoas em tratamento domiciliar, para garantir que o cidadão tome a decisão correta de procurar ou não o serviço de saúde.

Como funciona

O aplicativo é de uso geral e pode ser baixado pelo celular através do Play Store. Requer um cadastro com informações gerais sobre o usuário, como dados pessoais, e um questionário sobre as condições de saúde, se é hipertenso, diabético, gestante, portador de alguma morbidade. É possível verificar o serviço de saúde mais próximo. O questionário deve ser respondido diariamente ou no caso de aparecimento de sintomas ao longo do dia. Essas informações georreferenciadas classifica as pessoas e em cada situação sintomática o aplicativo dispara uma mensagem automática e, dependendo de suspeita da Covid-19, um profissional de saúde entra em contato.

A plataforma que recebe essas informações georreferenciadas faz um mapa de calor de sintomas do paciente. “Com esse aplicativo o serviço de saúde vai conseguir efetivamente saber onde dentro de uma determinada cidade ou estado estão acontecendo mais surtos de sintomas gripais. Onde houver mais surtos, mais sintomas, há mais probabilidade de ter Covid”, explicou Carlos. Os estados estão usando esses dados para bloquear cidades, bairros e disponibilizar exames de forma mais eficiente. “Consegue-se ser mais eficiente no isolamento social propriamente dito”, frisou.

A tecnologia vai estar disponível para todo o conjunto dos estados brasileiros, mediante assinatura de termos de compromisso.

 

Fonte: FAPESQ 

 

> Siga o Confap nas Redes Sociais:    FACEBOOK   /   LINKEDIN   /   TWITTER    /    INSTAGRAM