| Em 20/10/2020

Fundação Araucária e Fiocruz Paraná lançam edital de apoio para pesquisas em Biociências e Biotecnologia

 

O mês de outubro ficará marcado pelo fortalecimento das atividades de pesquisa científica, tecnológica e de inovação no Estado do Paraná. Fruto da parceria entre a Fundação Araucária e o Instituto Carlos Chagas (ICC/ Fiocruz Paraná), o “Programa de Pesquisa, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (P, DT&I)” vai conceder apoio financeiro a projetos nas áreas de doenças emergentes e negligenciadas; terapia celular e desenvolvimento de tecnologias inovadoras para a saúde. A iniciativa está inserida nas ações de comemorações dos 120 anos da Fiocruz e reforça as duas décadas de atuação da instituição no Estado.

“A nossa prioridade é criar e aplicar ações necessárias para o avanço do Estado em direção à criação de riqueza e bem-estar. E essa prioridade pode ser identificada em editais como este  que estamos lançando em parceria com a Fiocruz e em todas as iniciativas do Governo, por meio do empenho e mobilização de todo Sistema de Ciência e Tecnologia do Paraná”, ressaltou o presidente da Fundação Araucária, Ramiro Wahrhaftig.

A chamada pública está aberta e recebe, até 09 de novembro, propostas de instituições de ensino superior, públicas ou privadas e instituições científica, tecnológica e de inovação públicas ou privadas. Entre as linhas temáticas do edital estão: Estudos relacionados à epidemiologia e biologia celular em Leishmanioses; Mecanismos moleculares de doenças emergentes e de populações negligenciadas; Diagnóstico de bactérias resistentes por inteligência artificial e espectrometria de massas; Células-Tronco e Medicina Regenerativa; entre outras.

“O principal objetivo da iniciativa é possibilitar a implantação e o desenvolvimento de redes de pesquisa regionais e a produção de conhecimentos e de metodologias ou meios processuais inovadores para a superação de problemas que efetivamente demandam atividades de pesquisa e não podem ser solucionados apenas por uma combinação de meios de intervenção já existentes”, reforça o diretor do ICC, Bruno Dallagiovanna.

As propostas aprovadas serão financiadas com recurso global de R$ 2 milhões, que poderão ser aplicados em itens de capital e de custeio, esse último incluindo o pagamento de bolsas em quatro diferentes modalidades. Os projetos submetidos não poderão ultrapassar o limite de R$ 200 mil em seu orçamento.

“A Fundação Araucária tem trabalhado com arranjos colaborativos chamados Novos Arranjos de Pesquisa e Inovação. Sabemos que o  Paraná tem capacidade para se posicionar como referência, e firmar parcerias com instituições de extrema importância como a Fiocruz. Isso só é possível porque usamos nosso talento altamente qualificado na academia para auxiliar na geração de emprego e renda, bem como na transformação de ciência e tecnologia em inovação “, destacou o diretor científico, tecnológico e de inovação, Luiz Márcio Spinosa.

A divulgação dos resultados está prevista para março de 2020 e a chamada pública pode ser acessada em: www.fappr.pr.gov.br / www.icc.fiocruz.br.

 

Fonte: Fundação Araucária 

 

> Siga o Confap nas Redes Sociais:   

FACEBOOK   /   LINKEDIN   /   TWITTER    /    INSTAGRAM   /   YOUTUBE